quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

No Município de Manuel Urbano hoje amanheceu chovendo muito. mesmo assim, tivemos encontro na Câmara dos Vereadores e com o Prefeito o Senhor Manuel da Silva Almeida e o Secretário de Educação Senhor Jasenias. Através de contato do Secretário de educação de Manuel Urbano finalmente conseguimos contato com o Secretário de Cultura do Município de Santa Rosa. Nossa Próxima Estada. Conseguimos falar com o Secretário e ele nós informou que o publico que participará da Oficina são 80 pessoas. é nossa contra partida, da hospedagem ,alimentação e o barco que nós transportará até o Município de Santa Rosa do Purus.
Fizemos um Cortejo na rua principal da cidade, convidando a comunidade para v er o espetáculo que ficou previsto para dia 17/12/2009, quinta feira as 18h. Após o cortejo, fomos jantar e em seguida fomos realizar nosso primeiro encontro com a Comunidade com a Oficina de Iniciação a Tecnica de Teatro de Rua. Tinhamos combinado que a Oficina seria no Ginásio Coberto, mais como estava tendo atividade realizamos na Crestes, um otimo local onde realizamos o inicio da oficina e fizemos também o nosso ensaio.
A oficina tem um público de jovens uns já fizeram teatro na Igreja. outros nunca fizeram. é um público bem participativo.creio que vai ser bem produtivo.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

diário de bordo-CIRCULAÇÃO DO ESPETÁCULO O CASAMENTO DA FILHA DE MAPINGUARI-Prêmio Artes Cênicas na Rua-Grupo Experimental de Teatro VIVARTE

Estamos em Manuel Urbano. Chegamos por volta de 18h.
fomos recebidos pelo Secretário de Educação do Município de Manuel Urbano. ele nos concedeu o gabinete dele como dormitório e a Secretária também. Ficamos,surpreendidos, pela hospitalidade do mesmo.Mais não é pra menos. Em Manuel Urbano é a primeira vez, que um Grupo de Teatro visita a Cidade. Mais uma vez estamos sendo pioneiros em garantir o acesso a arte e a cultura a residentes em Municípios do Interior do Estado do Acre,que não possuem regularmente acesso a apresentações artísticas e culturais.
vamos está oferecendo também oficina de Iniciação a Teatro de Rua."
Manuel Urbano,14 de dezembro de 2009
Maria Rita Costa da Silva
Presidente do Grupo Experimental de Teatro VIVARTE
Produção Executiva do Projeto:Circulação do Espetáculo "O Casamentoda Filha de Mapinguari"
Proponente
Grupo Experimental de Teatro Vivarte

domingo, 13 de dezembro de 2009

Programação da Turnê do Grupo Experimental de Teatro Vivarte

Programação:
dia 14 de dezembro de 2009 ás 14 h. O Grupo Vivarte pega a Estrada com destino ao Municipio de Manuel Urbano.
dia 15 de dezembro de 2009- Inicio da Oficina de Iniciação a Teatro de Rua para a Comunidade de Manuel Urbano,com parceria da Secretária de Educãção e Prefeitura da Cidade de Manuel Urbano.
dia 16 de dezembro de 2009- conclusão da oficina.
dia 16 de dezembro de 2009- ás 19 hs. Apresentação do Espetáculo O Casamento da Filha de Mapiguari.
dia 17 de dezembro de 2009- Seguimos viagem de barco com destino ao Municipio de Santa Rosa do Purus.a expectativa é chegarmos em Santa Rosa dia 20 de dezembro de 2009- quatro dias viajando de barco.
dia 21 de dezembro- Inicio da oficina de Iniciação ao Teatro de Rua para a Comunidade de Santa Rosa.
22 de dezembro de 2009 - Conclusão da Oficina.
22 de dezembro de 2009 - Apresentação do Espetáculo; O Casamento da Filha de Mapinguari.
23 de dezembro de 2009- Seguimos Viagem desta vez descendo o Rio e nossa primeira parada será em uma Comunidade Indigena - Kaxinauá.onde apresentaremos o espetáculo: O Casamento da Filha de Mapiguari.
24 de dezembro de 2009 - seguimos viagem de barco, e nossa próxima parada será em outra Comunidade Indígena.Apresentamos o Espetáculo: O Casamento da Filha de Mapinguari e faremos uma vivência com aquela comunidade na noite de Nata.

Grupo VIVARTE INICIA TURNÊ NESTA SEGUNDA FEIRA,Prêmio Artes Cênicas na rua.

O Grupo Experimental de Teatro VIvarte,estará pegando a estrada com destino ao Municipio de Manuel Urbano. Objetovo:

Realizar a Circulação do Espetáculo: "O Casamento da Filha de Mapinguari" O espetáculo é uma adaptação do texto original do compositor e diretor musical Roberto Burguel, desta vez reescrito pelo Artista e Cordelista, Edmilson Santini.

domingo, 6 de dezembro de 2009

Fotos de ações continuadas do Grupo Experimetal de Teatro VIVARTE

ações recentes e de continuidade do Grupo Experimental de Teatro Vivarte

O Grupo Experimental de Teatro Vivarte, vem realizando ações de continuidade de oficinas,conclusões de Projetos, ações relacionadas a infra interna do grupo.É está fazendo a Produção do Projeto: Aprovado no Edital Premio Funarte de Artes Cênicas na Rua. o projeto: O Casamento da Filha de Mapinguari. Os ensaios do Espetáculo estão sendo realizados na Casa de Cultura Vivarte, de Segunda a Sábado das 18:30 min. as 22hs,desde novembro. O Figurinista, Claudinei, está confecçionando Cenario e figurinos também na Casa de Cultura Vivarte.A Turnê está Prevista para iniciar dia 14 de dezembro, nosso trajeto será:
Dia 14 de dezembro de 2009 - Rio Branco com destino ao Municipío de Manuel Urbano. se até lá a estrada ainda estiver em estado trafégavel, se não pegaremos um barco em Sena Madureira, com destino a Manuel Urbano.
Onde com apoio da Prefeitura do Municipio, realizaremos uma oficina de noções basicas de Teatro de Rua á comunidade. e em Seguinda apresentaremos o Espetáculo O Casamento da Filha de Mapinguari,concluída nossos ações nesta Cidade, seguiremos nossa jornada desta vez com destino a Cidade em que temos maior expectativa conhecer, vale salientar, que todas essas cidades nunca receberam um Grupo de Teatro, estamos sendo mais uma vez pioneiro, em levar O Teatro Popular, Onde o Povo está.pra chegarmos em Santa Rosa, Municipio do Estado do Acre, vamos fazer uma viagem de parco de seis dias, nessa trajeto, nossa casa vai ser o barco.vai ser mais uma das melhores experiencias e vivência que o Grupo de Teatro Vivarte, já vem realizando desde o ano de 2003. que da acesso a comunidades a bens culturais tão importante ao cidadão brasileiro. mesmo aqueles que moram em comunidades mais longicua no território nacional. Esse projeto, nós possibilita darmos contiuidade a esse trabalho. Manuel Urbano, Santa Rosa,Seringais, comunidades ribeirinhas, sao nosso publico, vamos parando nas comunidades onde vamos pernoitar, e apresentamos o espetáculo. No Projeto, está Previsto duas apresentações em Rio Branco, uma no Municipio de Sena Madureira, Uma no Municipio de Santa Rosa, e Uma no Municipio de Manuel Urbano. Vamos está Realizando, uma em Manuel Urbano acompanhado com Oficina, com o apoio da Prefeitura local, uma em Santa Rosa, acompanhada com Oficina, estamos viabilizando o apoio daquela cidade, para oferecermos oficina.Na volta, vamos parar em duas comunidades, que funcionava antigos seringais, e apresentaremos o Casamento da Filha de Mapinguari, uma Parceria do Projeto Aprovado no Fundo Municipal de Cultura do Municipio de Rio Branco, através da Fundação de Cultura Garibaldi Brasil, Projeto "Cabe na Mala no Seringal" e realizaremos apresentação em duas comunidades indiginas, essas apresentações serão na volta porque será mais rapido, pois vamos está descendo o rio, e dizem que na decida do rio todo santo ajuda.ao chegarmos em Sena Madureira, apresentaremos o Espetaculo, e retornamos pra Cidade de Rio Branco, onde concluíremos o Projeto.
Temos a espectaviva e termos apoios das prefeituras municipais da Fundação de Cultura do Estado Elias Mansuor.

Dani retirando a Maquilagem do Francisco, pós- apresentação .

Posted by Picasa

domingo, 22 de novembro de 2009

Posted by Picasa

ensaio do Sarau para Cortejo resultado das oficinas

nesta sexta feira, dia 20 de novembro, reunimos todos os alunos das cinco oficinas realizadas em cinco comunidades que foram: Bairro 6 de agosto, oficina realizada no Parque Capitão Ciriaco, onde realizamos o espetaculo História de Encantes que é um resultado da oficina, realizamos oficina na Escola da Zona Rural Santiago Dantas em dois turnos, onde teve um resutado com alunas daquela escola, no cortejo, e na apresentação da dança de carimbo, oficina na barquinha da madrinha chica. tivemos participação das crianças que participam da oficina. realizamos oficina na Escola Leôncio de Carvalho, todas as oficinas teveram uma proposta de iniciação ao teatro de rua, e o resultado foi maravilhoso, onde todos participaram, inclusive mães de alguns alunos.Esse projeto : Sarau das Artes - Galpão da Cultura, é sua segunda edição aprovado pela lei de incentivo a Cultura do Estado. patrocinado pela VLG e realizado pelo Grupo Experimental de Teatro VIVARTE.

sábado, 14 de novembro de 2009

Visita do Grupos de Teatro a Casa Vivarte e Sarau das Artes





















O Cabe na Mala no Seringal.


O Grupo Experimental de Teatro Vivarte, estará realizando de 02 á 04 de dezembro o Projeto aprovado Pelo Fundo Municipal de cultura, do município de Rio Branco através da Fundação de Cultura Garibaldi Brasil. O Projeto Cabe na Mala no Seringal. O grupo visitará dois seringais no Interior do Estado.

- Larissa Castro

Circulação do espetáculo "O casamento da filha do MAPINGUARI"




o Espetáculo é uma adaptação do texto do compositor e diretor musical Roberto Burguel, adaptado pelo Grupo Vivarte para o teatro de rua. Aborda a lendária figura do Mapinguari,habitante e guardião encantado da Floresta Amazônica,que na intenção de casar sua única filha, chamada Lua Nova, convida alguns habitantes da floresta para uma grande festa, para eleger o pretendente. O elenco é composto por bichos da faúna amazônica e alguns seres mitotógicos, macacos, tamamduá,tucano,jaragua,bicho folharal,que possuem o dever de propor,através da fábula, uma reflexão sobre a preservação ambiental.O espetaculo vai ser apresentado nos Municipios do Interior do Estado do Acre,principalmente municipios como Santa Rosa do Purus e Manuel Urbano, os quais nunca tiveram nem um acesso a esse tipo de arte, e um dos principais objetivo do Grupo é garantir acesso á arte e a cultura a residentes em Municipios do interior do Estado do Acre, que não possuem acesso regular a apresentações artisticas e culturais.
Essa turnê só será possivel graças ao Projeto aprovado no Edital Arte Cênicas na Rua através da Fundação de Artes Cênicas - Funarte.

CIRCULAÇÃO

Sarau das Artes-Galpão da Cultura-Lei de Incentivo Estadual

O Grupo Experimental de Teatro de Rua Vivarte

estará, e está realizando nessas duas semanas de novembro a conclusão de apresentações e última oficina na Escola Leôncio de Carvalho de segunda a sexta feira das 8h ás 11 h e no dia 20 de novembro estará realizando um Cortejo, que inicia no Calçadão da Gameleira e termina no Mercado Velho. com apresentação da Conclusão do Sarau com apresentaçães teatrais.Nesta quinta e sexta-feira, o grupo esteve em duas escolas da rede Estadual de ensino realizando apresentações teatrais e contação de história.
o Cortejo será as 17;30min. Toda essa programação faz parte do Projeto Sarau das Artes- Galpão da Cultura. aprovado pela lei de incentivo estadual. com o patrocinio da VLG.
É uma realização do Grupo Experimental de Teatro Vivarte.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

IMAC 19/10


Na manhã deliciosa o vivarte prepara várias receitas com os funcionários do IMAC.

  • - Receita de Bolo de Macaxeira,
  • - Receita pra chamar o vento,
  • - Receita pra curar dor de coração,
  • - Receita pra curar preguiça,
  • - Receita pra ser doce como cocada



É MUITA RECEITA EIN VIVARTE?

Tudo isso misturado com muita alegria, empolgação deu uma massa gostosa e que rendeu muita coisa.

A galera aprovou as receitas, copiou e ainda se esbaldou de tanta fartura de pão de vida queijo arte.












Mais receitas, ops, fotos clique aqui:

Vai aqui uma receitinha pra quem ta afim de saborear as deliciosas dicas do vivarte.
Como nesses ultimos dias o calor vem tomando de conta da nossa linda cidade, RIO BRANCO.
Aprenda a chamar o vento.


Eu chamei o vento o vento chegou, eu chamei o vento o vento chegou,

Eu chamei o vento o vento chegou eu chamei o vento o vento chegou

Vento que veio do céu

Vento que veio do mar

Vai arrancar meu chapéu

Vai me levar pra voar

Vento que veio do céu, que veio da terra

Que veio do mar

Vai me levar pra voar

Vai devolver meu chapéu
Eu chamei o vento o vento chegou eu chamei o vento o vento chegou

Eu chamei o vento o vento chegou eu chamei o vento o vento chegou

Barulho que dá no telhado

Jangada que corre no mar

Meu cabelo bagunçado

Barra da saia a rodar

Eu não quero te ver meu amigo, mas vejo o que você faz

Seja bondozo comigo ó vento, traz meu amores pra cá

Eu chamei o vento o vento chegou eu chamei o vento o vento chegou

Eu chamei o vento o vento chegou eu chamei o vento o vento chegou




Mas uma receita que deu certo.
Parabéns Vivarte!


- Larissa Castro

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Relatório do dia 10 de Outubro
por: Victor Martins

Vou contar um segredo p/ vcs, mas não contem p/ ngm...só fica entre nós. Peço tbm que não se sintam chateados nem ofendidos do que vou confesar a vcs. Acontece que sempre tive um certo preconceito com teatro, uma espécie de aversão, nojo e repugnação. Sempre tive comigo que quem faz teatro é muito p/ frente, muito nariz empinado que pensa que sabe tudo é o dono de mísero mundo. Sempre foi apaixonado por todas as artes, exceto pelo teatro. Infelizmente que esse sentimento esta espalhado nos corações do músicos. Quando entrei p/ família do Vivarte eu sabia comigo que ia quebrar esse preconceito. Entrei tbm pela experiência maravilhosa, enriquecedora e privilegiada de fazer parte de um grupo tão talentoso e que tem amor pelo o q faz. Não existe grupo melhor p/ que eu, rebelde sem causa, largasse esse meu preconceito. Pude perceber o casamento maravilhoso que é a união da música e do cênico. Pude deixar esse meu preconceito de lado e enxergar o quanto é rico, profundo e sério o teatro. Mas vcs devem concordar comigo que é uma arte diferente, onde o ser-humano tem que usar do seu mais ridículo, de suas fraquezas, das suas vergonhas, dos seus medos e expressa-los através do corpo e de gestos. Deixei de lado minha fraqueza e estou mergulhado aos poucos nesse mundo misterioso do teatro. Hoje tem por ele um sentimento novo, e muito bom por sinal. Tudo mudou! Muito bom criar e trablhar com essa nova família. São aqueles que procurava, aqueles que tem tesão pela arte. Peço desculpas se ofendi alguém, mas se eu fosse perfeito não estaria nesse mundo!! Escrevo nas linhas abaixo uma música do Noel Rosa onde, ao meu ver, expressa um pouco a vida do artista.

O mundo me condena,e ninguém tem pena
Falando sempre mal do meu nome
Deixando de saber se eu vou morrer de sede
Ou se vou morrer de fome
Mas a filosofia hoje me auxilia
A viver indiferente assim
Nesta prontidão sem fim
Vou fingindo que sou rico
Pra ninguém zombar de mim
Não me incomodo que você me diga
Que a sociedade é minha inimiga
Pois cantando neste mundo
Vivo escravo do meu samba, muito embora vagabundo
Quanto a você da aristocracia
Que tem dinheiro, mas não compra alegria
Há de viver eternamente sendo escrava
Dessa gente que cultiva hipocrisia





- Larissa Castro

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Juliano Augusto Silva Costa:
Nós do Grupo Experimental de Teatro Vivarte (Rio Branco-Acre) manifestamos nosso repúdio e indignaçao contra a prefeitura ao tomar uma postura predatória, querendo fechar ou paralizar as atividades do Sacolao das artes. Somos solidários e apoiamos nossos companheiros no que for preciso.

Blog: Sacolão das Artes
Postagem: Sacolão das Artes AMEAÇADO!
Link: http://sacolaodasartes.blogspot.com/2009/10/blog-post.html




enviado por email por Juliano.

- Larissa Castro

terça-feira, 13 de outubro de 2009




Na quinta-feira dia 25 de julho as crianças que participaram da oficina encerraram em grande estilo com uma apresentação maravilhosa que deixou com gostinho de quero mais.
Com muito empenho, esforço e dedicação o projeto de oficina de iniciação ao teatro de rua deu muito certo. O encerramento aconteceu na comunidade que aplaudiu com muito orgulho e alegria.



A oficina que começou dia 17 e encerrou dia 25 de julho deixará muitas saudades e muitas lições...
A criançada mostrou que aprendeu de verdade com essa oficina.
Confiram:


Uma salva de palmas para o vivarte que mais uma vez amando a rua realizou um trabalho muito bom.
Parabéns vivarte, parabéns.

- Larissa Castro

Finalização da oficina realizada com sucesso.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Diário de Bordo #10 – Dia 21/06 O Grupo Experimental de Teatro Vivarte de volta para casa

A volta pra casa, foi difícil, já estávamos com saudade de uma semana de intensas atividades, vivencias trocas, mais precisamos voltar pra casa. Ao mesmo tempo em que estávamos felizes por estar voltando, no fundo estávamos já com saudade daqueles bons momentos de convivência juntos e troca de experiências com aquela comunidade e principalmente com Vrena, que nos acolheu com muito carinho que fez com que nos sentíssemos durante uma semana como se estivéssemos em casa. Gostaria de nessa oportunidade agradecer do fundo do coração a pessoa do Vrena,e dizer pra ele, que nos do Vivarte temos uma grande admiração e respeito, por tudo que ele construiu nesses anos que vem batalhando pela a Cultura do seu estado Rondônia e o poder publico local como é de práxis não dá a mínima.Mais nós que fazemos Arte, sabemos da importância do trabalho do Vrena para o desenvolvimento da Cultura brasileira, mais especificamente da região norte. Estamos gratos, e saiba, que quando você ( Vrena) quiser juntamente com seu grupo vir ao Acre, teremos o maior prazer de recebê-lo na nossa sede . Agradecer também o SESC- de Rondônia, na pessoa do Fabiano e Braguinha, que disponibilizou alimento a todo o grupo durante toda a semana, nossos agradecimento. Agradecer ao Chicão,que dentro do possível esteve sempre ao nosso lado especificamente na Escola, sua presença foi muito importante para nos. Agradecer com muito carinho a todo o corpo docente e discente da escola Abanael Machado, que nos acolheu de braços abertos. E compartilharam com todos nos suas experiências, suas vivencias, a Direção da Escola, que nos acolheu com muito carinho.A todos que colaboraram direto e indiretamente nossos sinceros agradecimentos.E também a essa possibilidade através do edital residência artística que promove o intercâmbio entre grupo e pontos de cultura poder realizar essa troca de vivencia, apresentações, exposição,sarau, um abraço coletivo do Vivarte
Bom. Chegou a hora de partirmos. Despedimos de Vrena, a Dani deixou de presente uma Pipa, e nos do Vivarte deixamos de presente um dos nossos Bannes para seu acervo. Ele nos surpreendeu nos dando de presente uma Máscara Linda. Depois da troca de lembranças, nos abraçamos e seguimos nosso destino. Chegar até a casa de mamãe e ela nos presenteou com seu baião de dois. Enquanto esperávamos o Juliano, com o resto de nossa bagagem. Ao chegar à rodoviária nos juntamos perto do ônibus.
E em um abraço Coletivo agradecemos pela vida e oportunidade de construirmos novos tempos. Com o poder da Arte e da Cultura dentro do Imaginário dessa Imensa Floresta Amazônica.

Maria Rita